Papel carbono é reciclável?

papel carbono é reciclável?

Diante de tanta tecnologia, falar em papel carbono parece ser algo ultrapassado, mas ainda é um material utilizado em diversas aplicações. E será que o papel carbono é reciclável? Venha saber aqui!

O papel carbono é um papel químico que tem uma tinta, cera ou carbono impregnado em uma de suas faces.

Se utiliza entre duas folhas sobrepostas e se obtém a cópia na folha que fica abaixo do papel carbono sob a pressão que a máquina de escrever ou o lápis exerce sobre a folha original acima do mesmo.

Dado que atua sob pressão, não serve para realizar muitas cópias, conforme explica a History – Uol.

Se utilizava muito essa técnica antes do surgimento impressoras, pois permitia fazer cópias de qualquer coisa em papel. Também se utilizava bastante com as chamadas impressoras de impacto.

Ao passo que as impressoras se tornaram mais acessíveis, as pessoas utilizam cada vez menos o papel carbono e é possível que um dia nem exista mais.

Algumas aplicações do papel carbono

Ainda hoje, se utiliza o papel carbono em determinadas aplicações, conforme explica a Oceano B2B. Veja alguns exemplos, a seguir.

Produção de documentos manuais:

Quem trabalha com a escrita de documentos que demandam cópia, como médicos e comerciantes, o processo de confecção de duas ou mais vias se torna otimizado com o papel carbono A4, por exemplo. 

Desenhos de tatuagens mais práticos:

Apesar das novidades nessa área, o costume de usar itens como o papel carbono branco não mudou.

Útil como uma espécie de fôrma para o tatuador:

O desenho ali inserido passa para a pele do cliente com facilidade, tornando todo o processo mais simples e fácil de se realizar.

Estilistas com trabalho facilitado e produção em maior escala:

A carretilha é a primeira opção do estilista, mas um carbono CIS, por exemplo, se torna a alternativa para copiar o molde entre um papel e outro. Se aplica principalmente quando o papel é frágil ou a marca da carretilha não pode ficar aparente.

Pode ser reciclado?

O papel carbono é composto por microfibras de carbono fabricadas em folhas planas.

“É usado para ajudar como um eletrodo que facilita a difusão de reagentes através da porção da membrana em camadas do catalisador do conjunto do eletrodo de membrana”. (Treinamento 24).

Por conter muitos produtos químicos em sua composição, ele não pode ser reciclado.

Apesar do papel em si ser reciclável, não há como separar esses produtos químicos e reciclar apenas o papel ou se for, o que gera é um produto de baixa qualidade.

Por isso, se você tiver contato com o papel carbono, não destine para a reciclagem. E se estiver diante de uma lixeira de coleta seletiva, também não descarte na lixeira de cor azul, comumente utilizada para descartar papel reciclável. 

Descarte junto com outros resíduos comuns que não são recicláveis.

Para quem ainda utiliza, também é importante não deixar grandes quantidades deste papel em contato com o solo, nem queimar o papel, pois pode gerar gases tóxicos.

Agora que você sabe que o papel carbono não é reciclável, lembre-se que antes de descartar algum tipo de papel é importante se informar antes se ele é reciclável ou não.

Existem papéis muito comuns, como o celofane, por exemplo, que muitas pessoas confundem se é ou não é reciclável (Leia sobre isso aqui).

Mesmo assim, há diversos outros tipos de papéis e papelão que podem e devem ser destinados para a reciclagem. 

Quer reciclar? 

A recicla.se te ajuda com isso! Promovemos a coleta, monitoramento, destinação e certificação dos seus resíduos sólidos recicláveis, para que sua empresa seja mais eficiente e sustentável.

Acesse o site clicando aqui e entre em contato!

Deixe uma resposta